Brocas

BIOLOGIA DAS BROCAS
(Lyctus lineares, Lyctus bruneus)

Os insetos, conhecidos popularmente como brocas, são besouros que possuem peças bucais do tipo mastigador, com mandíbulas fortes, robustas. Apresentam dois pares de asas, sendo um deles modificado em élitros (asas rígidas que protegem o abdômen do inseto). O segundo par de asas é membranoso e responsável pelo vôo. Quando o inseto está em repouso, este par de asas fica dobrado sob os élitros. As brocas possuem características corporais variadas, podendo ser cilíndricas, delgadas ou alongadas, com antenas curtas ou longas e tamanhos variados (de mm até 20 cm), dependendo da espécie. Geralmente apresentam cores em tonalidades de marrom, pardo, cinza ou preto. Os hábitos alimentares são diferenciados. Normalmente alimentam-se de tecidos vegetais de árvores, gramíneas e herbáceas. Podem alimentar-se também de fungos simbióticos cultivados dentro das galerias abertas na planta hospedeira ou ainda, de sementes.

No período de reprodução, os machos localizam fêmeas aptas ao acasalamento por meio de sensores químicos, os feromônios. Estas substâncias são hormônios sexuais lançados no ambiente pelas fêmeas e têm função de atrair o macho. O casal se une para a realização do acasalamento e, após alguns dias, as fêmeas procuram local mais adequado para colocar os ovos. O tempo de eclosão dos ovos varia de uma espécie para outra. O desenvolvimento completo desses insetos, do ovo ao inseto adulto, ocorre em três etapas. A primeira se inicia quando os ovos eclodem e liberam as larvas. Elas irão se alimentar de maneira voraz para acumular energia, visando a segunda etapa, o estágio de pupa. Neste período ocorre uma série de modificações corporais no chamado estágio de latência, pois os indivíduos não se alimentam. Finalizada a metamorfose, das pupas saem os insetos adultos completamente formados.

As brocas podem afetar a área de preservação das madeiras durante o estágio larval, adulto ou em ambas situações, de acordo com cada espécie. Estes insetos são chamados xilófagos, pois se alimentam do lenho da madeira (tecido xilemático) em pelo menos um estágio de seu desenvolvimento. Muitas vezes são confundidos com cupins.

SOLICITE UM ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO.